RSSPowered by WebMotors

Mercado

18-09-13 | Texto: Proteste | Foto: DivulgaçãoVoltar

Custo mensal com carro popular pode superar os R$ 800

Estudo mostra quanto custa manter um veículo todo mês

Compartilhar0
Você deve ter uma ideia de quanto gasta com o material escolar de seu filho, com as compras de supermercado ou com o condomínio. Mas sabe exatamente quais as despesas do seu carro? Na hora da compra, muitos brasileiros se concentram no valor que pagarão à vista ou na parcela do financiamento e acabam se esquecendo de outras despesas com impostos, combustível, seguro e revisão. Nosso levantamento com os dez veículos mais vendidos no Brasil mostra que os custos mensais podem superar os R$ 800.
 
Para boa parte das famílias, esse é um custo alto e, muitas vezes, não previsto. Por outro lado, é uma despesa necessária, já que permite o transporte com agilidade, conforto e segurança. Portanto, fazendo bem suas contas, dá para mantê-lo na garagem sem dor de cabeça.
 
Uma das primeiras coisas que você deve ter em mente é que os carros sofrem depreciação rapidamente. Ao sair da concessionária, por exemplo, um veículo 0KM já se desvaloriza. Isso acontece porque, de uns anos para cá, ficou mais fácil comprar um automóvel novo. Assim, o consumidor prefere pagar um pouco mais por um modelo recém-saído de fábrica.
 
Em nosso estudo, as despesas com a depreciação ficaram atrás apenas dos custos com combustível. O Gol Mi 1.0 sofre uma depreciação de R$ 3,04 mil nos primeiros três anos. Já com o Fox 1.0 Mi, esse valor pode alcançar R$ 8,59 mil. E não pense que isso acontece só com veículos populares. Se o modelo tiver muitos acessórios ou for de uma versão top de linha, a depreciação poderá ser ainda maior, pois o mercado não costuma valorizar o que foi pago por esses itens.
 
Ao retirar o carro novo da concessionária, você precisará desembolsar ainda o valor do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), seguro obrigatório, licenciamento e emplacamento. O IPVA, por exemplo, consome 4% do valor da nota fiscal para veículos de passeio. No caso das picapes de cabine simples, como a Fiat Strada, equivale a 2%. Entre os dez modelos mais vendidos do país, os custos com IPVA, seguro obrigatório e licenciamento variaram de R$ 2,4 mil a R$ 4,4 mil em três anos. Com a documentação, você deverá gastar em torno de R$ 300 anuais de taxas (embora elas variem de estado para estado). Se você tiver tempo e paciência para enfrentar filas, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) poderá evitar honorários de despachantes.
 
Vale ressaltar que esses impostos não são mensais, ou seja, você é cobrado uma vez ao ano. Porém, para evitar o prejuízo na época de pagamento, recomendamos que guarde uma quantia mensal para quitar esses impostos.
 
Gasolina gasta 1/3 do valor
Durante o período em que realizamos este estudo, o preço da gasolina, tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro, mostrou-se mais vantajoso do que o do álcool. Para calcular o gasto médio de combustível nos primeiros três anos de uso, consideramos, então, que os veículos rodam 11,4 km/litro na cidade e 14 Km/litro na estrada.
 
Se cogitarmos que as pessoas utilizam seus veículos 2/3 do tempo na cidade e 1/3 na estrada e que o litro da gasolina custa R$ 2,764 em São Paulo e R$ 2,975 no Rio de Janeiro, a despesa gira em torno de R$ 10,3 mil em três anos. Nesse caso, só o custo com combustível pode alcançar mais de 1/3 do investimento feito na aquisição do automóvel. O Gol e o Fox aparecem como os veículos que consomem menos combustível (R$ 9,85 mil), enquanto a Pick-up Strada, da Fiat, é a que mais consome (R$ 11,07 mil).
 
Economize para pagar impostos
Embora não seja obrigatório no Brasil, o seguro contra sinistros é um item fundamental para garantir sua tranquilidade, cobrindo suas despesas e a de terceiros em caso de roubo ou acidentes. Portanto, seu valor também deve estar incluído no custo do seu automóvel. Mas cuidado: não contrate a primeira apólice que lhe for oferecida. Peça orçamentos a mais de um corretor e informe-se sobre as coberturas e as cláusulas da apólice.
 
Em nosso levantamento, o Gol apresenta o seguro mais alto (R$ 6,77 mil), ou quase 18% do valor do veículo, enquanto a média dos restantes ficou em R$ 4 mil para o triênio.
 
Você ainda terá que contabilizar as despesas com lavagem: se considerarmos 15 limpezas por ano – sem cuidados especiais, como cera e polimento –, por um valor de R$ 30 (cada), o custo médio para manter seu carro limpo nos primeiros três anos será de R$ 1,35 mil. Já com as revisões programadas pelo fabricante, o valor pode superar R$ 5 mil. Dependendo dos locais onde mora e trabalha, você ainda terá que incluir em seus cálculos despesas com estacionamento e pedágios, se for circular por estradas com concessão.
 
 
Proteste
A PROTESTE – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor é uma entidade civil sem fins lucrativos, apartidária, independente de governos e empresas, que atua na defesa e no fortalecimento dos direitos dos consumidores brasileiros, fundada em 16 de julho de 2001.
 
Mantida com as mensalidades de seus associados, e com o aporte e a solidariedade de outras associações de consumidores internacionais, a PROTESTE ajuda os cidadãos a fazer valer seu poder de compra e a conhecer seus direitos. Também se mobiliza para aperfeiçoar a legislação de consumo. Isso ocorre por meio dos estudos que realizamos; das informações publicadas em revistas e no site; da participação em câmaras técnicas e eventos, e do serviço de orientação ao associado. Por essa razão, a PROTESTE intermedeia, sempre que necessário, os conflitos de associados com fornecedores e encaminha às empresas e às autoridades reivindicações e propostas pertinentes para melhorar produtos e serviços.
in Compartilhar 0

Tabela WebMotors

Avalie grátis seu veículo pela tabela Tabela Fipe e Tabela WebMotors

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.