RSSPowered by WebMotors

Testes e Comparativos

05-06-09 | Texto: Gustavo H. Ruffo | Foto: Mario VillaescusaVoltar

VW Polo BlueMotion economiza combustível, não desempenho

Voltado a consumo mais baixo, hatch anda bem e mostra que preservação não é antagônica a performance

Compartilhar0
(05-06-09) - Quando se ouve falar em um veículo que é muito econômico, a ideia que primeiro deve vir à cabeça do consumidor, com alguma razão, é a de um automóvel que não anda muito bem. Afinal, quanto maior é a velocidade, maior é a energia que o carro gasta para se mover. Pois o VW Polo BlueMotion demonstra que é possível ter um automóvel que gasta pouco e anda bem.

Vendido por R$ 45,34 mil, o BlueMotion vem de série com ar-condicionado digital, chamado pela Volkswagen de Climatronic, direção eletro-hidráulica, que ajuda a poupar combustível, e sistema de som compatível com a leitura de arquivos MP3, seja em CD, em pen-drives ou em cartões de memória.

Isso poderia dar uma falsa impressão de que o carro é completo. Não é. Alarme com controle remoto e vidros elétricos, para ficar em itens muito básicos para um carro neste valor, são opcionais. Assim como retrovisores elétricos, ajuste da coluna de direção em altura e distância (não dá para imaginar um Polo sem isso), airbags frontais, ABS, computador de bordo I-System e controlador de velocidade. Com tudo isso, o preço do carro pula para R$ 54.445. Por mais econômico que o carro seja, equipá-lo com quase R$ 10 mil em opcionais é um investimento sem retorno. O BlueMotion bem que poderia ter mais itens de série, especialmente os mais solicitados.

O que destaca o Polo BlueMotion é o fato de ele consumir menos do que um Polo normal. Segundo a Volkswagen, com as mudanças que o carro recebeu ele consegue ser até 15% mais econômico e menos poluente.

Entre essas mudanças, as mais evidentes são as chamadas “Aero Parts”, apêndices aerodinâmicos que reduzem a resistência do carro ao ar. A grade dianteira, por exemplo, tem menos aletas que a do Polo comum, o que, segundo a Volkswagen, gera menos turbulência. Também foi para reduzi-la que o carro adotou uma saia traseira e um aerofólio sobre a tampa do porta-malas. É por conta dessa turbulência que os hatches precisam de limpadores no vidro traseiro e os sedãs, não.

Outra contribuição com a aerodinâmica do carro (e com sua estabilidade) foi o rebaixamento da suspensão. Os pneus do carro são de baixa resistência à rolagem, da marca Dunlop, na medida 165/70 R14, difíceis de encontrar em lojas de reposição. Ao contrário do que sugere a crença popular, esses pneus não têm menor aderência, mas sim um gasto menor de energia para rodar.

Outra mudança que o pacote BlueMotion impôs ao Polo foi no escalonamento de marchas. As marchas foram ajustadas para uma condução mais econômica e são um pouco mais longas, o que permite ao carro manter as mesmas velocidades com um giro de motor mais baixo. Mas o que tudo isso quer dizer para quem dirige o carro?

Ao volante

Poderia parecer que o carro não responde bem aos comandos do acelerador com um câmbio mais longo, mas isso também é algo que não corresponde à realidade. A primeira impressão que se tem ao volante do Polo BlueMotion é que ele gasta menos combustível porque exige menos que se pise para ter o mesmo desempenho. Basta triscar no acelerador para o hatch mostrar a maior disposição.

Essa sensação se manteve durante todo o período em que o BlueMotion esteve conosco para avaliação. Todo o restante do carro é o que faz do Polo, ainda que perto de sofrer mudanças (estima-se que ele terá uma nova versão, bastante diferente em termos de aparência, no máximo no ano que vem), uma das melhore opções de seu segmento de mercado, o de compactos premium.

O acabamento do Polo é excelente, o volante regulável em altura e distância (como pode ser opcional?) e o banco do motorista regulável em altura dão todas as condições para que se encontre a melhor posição de dirigir, o carro é espaçoso e era bastante atual até a chegada de sua quinta geração à Europa. O novo Polo V foi apresentado em março deste ano, no Salão de Genebra.

A Volkswagen informa que o consumo do Polo BlueMotion com gasolina, na cidade, é de 13,7 km/l e, na estrada, de 21,1 km/l. Com álcool, a média cai respectivamente para 9,1 km/l e 14,1 km/l. Tudo, vale sempre lembrar, segundo a norma NBR 7024, que serve mais de parâmetro de comparação do que como referência de uso real do carro.

O caso é que o consumo da nova versão é, sim, atrativo, ainda mais considerando que, com álcool, o Polo BlueMotion acelera de 0 a 100 km/h em 11,1 s e chega aos 190 km/h. Com gasolina, os números são respectivamente de 11,5 s e de 188 km/h.

Pode parecer absurdo, ainda mais em um carro que tenta se destacar pelo consumo, mas não conseguimos avaliar o do Polo BlueMotion. Antes que o leitor nos crucifique, aguarde a explicação.

Sempre medimos o consumo rodando o máximo possível com um carro que começa a avaliação com o tanque cheio. Depois, nós o reabastecemos e fazemos o cálculo. O Polo ficou conosco pelo mesmo período que outros veículos. Rodamos com ele o mesmo que costumamos rodar com os outros veículos. Não conseguimos testar o consumo porque, na hora de devolver o carro, o tanque ainda tinha combustível. Interprete como preferir, mas isso, para nós, foi um excelente sinal.

FICHA TÉCNICA – VW Polo Bluemotion

MOTORQuatro tempos, quatro cilindros em linha, transversal, refrigeração a água, 1.598 cm³
POTÊNCIA101 cv (gasolina) e 103 (álcool) a 5.500 rpm
TORQUE153 Nm (gasolina e álcool) de 2.500 rpm
CÂMBIOManual de cinco velocidades
TRAÇÃODianteira
DIREÇÃOPor pinhão e cremalheira; eletro-hidráulica
RODASAro 14”, de liga-leve
PNEUS165/70 R14 na dianteira e na traseira
COMPRIMENTO3,92 m
ALTURA1,50 m
LARGURA1,65 m
ENTREEIXO2,47 m
PORTA-MALAS250 l
PESO (em ordem de marcha)1.079 kg
TANQUE47 l
SUSPENSÃODianteira independente, tipo MacPherson; traseira interdependente, tipo barra de torção
FREIOSDiscos ventilados na dianteira e tambor na traseira
CORESPrata Sargas
PREÇOR$ 45,34 mil (R$ 54.455 conforme avaliado)


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta dos compactos premium?

Então veja abaixo as melhores ofertas dos veículos deste segmento:

Citroën C3

Chevrolet Corsa

Chevrolet Corsa Sedan

Ford Fiesta

Ford Fiesta Sedan

Leia também:Honda Civic Si consegue andar bem e ainda ser econômico

Renovada, Peugeot Escapade não escapa de defeitos antigos

Ford Fusion 2010 mostra como o bom pode melhorar


Motor 2-litros flex do Peugeot 307 gosta de álcool

MINI chega ao Brasil com charme e preço um tanto alto
in Compartilhar 0

Tabela WebMotors

Avalie grátis seu veículo pela tabela Tabela Fipe e Tabela WebMotors

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.