Revista

RSS
Busca:

Testes & Comparativos

27-09-00 | Texto: Webmotors | Foto: WebmotorsVoltar

Palio -

Nova família Palio é aposta da Fiat para liderar o mercado

(27-09-2000) - A Fiat apresentou este fim de semana no Rio de Janeiro a linha Palio 2001 para a imprensa. A reestilização ficou a cargo de Giorgetto Giugiaro, considerado o “car designer do século” por uma eleição realizada por jornalistas especializados em todo o mundo. A Fiat alega que do antigo modelo foram utilizados apenas 20% de seus componentes. Os outros 80% foram desenvolvidos especialmente para este novo modelo.

Esteticamente a família ficou mais bonita, sendo o maior destaque o conjunto óptico dianteiro. Totalmente transparente, ele foi construído em uma peça única em policarbonato onde compreende dois refletores polielípticos de farol alto e baixo. A grade de refrigeração do radiador do Palio é a primeira a receber no Brasil a nova logomarca da Fiat que aposenta gradualmente a antiga de cinco barras paralelas inclinadas. O capô dianteiro ganhou vincos salientes, que dão a impressão de que o carro é mais comprido do que realmente é.O resultado final é bastante harmonioso, um pouco conservador, é verdade, mas não há dúvidas que o Palio ficou mais bonito. A bola fora da Fiat é que o Palio ficou parecido demais com o VW Gol geração III, seu maior concorrente. O novo Palio chegará aos consumidores no final de outubro e o Siena e o Palio Weekend estarão no mercado em novembro. O Siena, que era o “patinho feio” da linha Palio, foi o modelo que mais lucrou com o novo desenho. Agora as lanternas acompanham a linha da tampa do porta-malas fazendo um desenho bastante harmonioso. No interior, a linha Palio recebeu novo painel em duas cores, preto e prata, com mostradores na cor âmbar e os hodômetros parcial/total em um display digital. O console central possui porta-objetos e, como opcional, pode alojar um CD Changer fabricado exclusivamente para o Palio.

O 1.0 Fire 8V, o mais barato da nova linha, consegue a façanha de manter o máximo de seu torque (que é de 8,5 kgfm) fixo em uma faixa de rotação que começa em 2500 rpm e vai a 4 250 rpm. Ou seja, o carrinho mantém disponível quase o tempo todo o máximo de sua força, o que facilita muito as ultrapassagens e subidas em aclives acentuados. O 1.0 Fire 16V desenvolve 70 cv a 5 750 rpm, dez cavalos a menos que o 1.3 litro (80 cv a 5 500 rpm). O motor mais potente da linha, o 1.6 16V gera 106 cv a 5 500 rpm. A Fiat alega que este modelo acelera de zero a 100 km/h em 9,5 segundos e atinge 188 km/h de velocidade máxima. Todos os modelos com motor de 16 válvulas utilizam Drive By Wire, um sistema eletrônico de aceleração que elimina o cabo de acelerador, como nos monopostos da Fórmula 1.

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

©1995-2014 WebMotors S.A. Todos os direitos reservados.