Revista

RSS
Busca:

YBR 125, a Yamaha campeã de vendas

Lançada em 2000, a Yamaha YBR 125 tem registrado desde então um aumento gradual no número de vendas.

Texto: Arthur Caldeira | Foto: Henrique Castro/INFOMOTO 09/04/2007
 
Voltar
Compartilhar0
(09-04-07) - Quando lançada, em 2000, a YBR 125 da Yamaha foi um marco na história da fábrica no país: era o primeiro modelo popular equipado com motor de quatro tempos. Foi também alvo de muitos elogios. Trazia, na época, design mais moderno e motor mais atual que o da concorrente Honda CG 125 Titan.

O projeto mostrou-se um sucesso. Em pouco tempo passou a ser o modelo mais vendido da linha da Yamaha, posição que mantém até hoje, assim como o posto de quarta moto mais vendida no País, segundo dados da Abraciclo (associação do setor de duas rodas).

Os números impressionam: desde seu lançamento as vendas têm registrado um crescimento contínuo, somando 517.413 unidades comercializadas entre março de 2000 e fevereiro deste ano. Só no ano passado 109.036 YBR 125 ganharam as ruas (veja no quadro abaixo a evolução das vendas deste modelo).

Vendas Yamaha YBR 125 desde o lançamento


2000200120022003200420052006
24.39145.16473.53674.29881.16694.856109.036


Fonte Abraciclo


Confiabilidade mecânica

O grande trunfo do modelo está na economia e confiabilidade de seu motor de um cilindro, 124,3 cm³ de capacidade, duas válvulas e comando simples no cabeçote, refrigerado a ar. Segundo a empresa, foi eleito por todas as subsidiárias da marca no mundo inteiro como o motor mais compacto, resistente e econômico. Ou seja, o melhor que pode ser feito a este custo.

Capaz de gerar potência máxima de 12,5 cv a 7.500 rpm e torque máximo de 1,19 kgm a 6.500 rpm, é o propulsor ideal para quem quer uma moto para o transporte ou como ferramenta de trabalho. Principalmente pela economia de combustível – seu consumo fica acima de 30 km/litro.

Conjunto completo

O desempenho do motor, se não impressiona, ao menos é suficiente para largar na frente dos carros quando o farol abre e acompanhar o tráfego nas avenidas de trânsito rápido. A versão “E”, avaliada pela INFOMOTO, conta ainda com o conforto da partida elétrica, porém sem a segurança do freio a disco na dianteira.

Além desta versão, estão à venda a YBR 125 “K”, com partida a pedal e freios a tambor; e a “ED”, top de linha, com partida elétrica e freio a disco na dianteira. Todas são alimentadas por carburador, porém a YBR 125 fabricada na China (baseada no projeto brasileiro) e comercializada na Europa já adotou a injeção eletrônica. Por enquanto, a Yamaha do Brasil ainda não se manifestou sobre a introdução ou não do sistema no mercado nacional.

O câmbio de cinco marchas desta Yamaha 125 é bem escalonado e as trocas são precisas e macias. Além disso, a posição de pilotagem é confortável e permite fazer curvas e mudanças de direção com facilidade. O que significa uma motocicleta ágil para o trânsito urbano.

Sua ciclística segue o padrão das motos da categoria. O quadro do tipo diamante traz garfo telescópico na dianteira e sistema biamortecido na traseira. A versão “E” é equipada com freios a tambor, na frente e atrás. Apesar de darem conta do recado, em situações de emergência faz falta o disco na dianteira, disponível apenas na versão mais cara.

Outro ponto positivo para o modelo são os comandos: fáceis de operar e completos, com destaque para o lampejador de farol alto (punho esquerdo). Já o painel de instrumentos traz o básico: velocímetro, hodômetro total, medidor de combustível, luzes indicadoras do neutro, farol alto e pisca.

Com um conjunto bastante equilibrado, a YBR é, com certeza, uma excelente opção de compra na categoria de 125 cilindradas. O preço sugerido, com base Manaus (AM), varia de R$ 5.470 para a versão K “pé-de-boi” a R$ 6.443 para a versão ED, a mais completa. A Yamaha YBR 125 E está cotada em R$ 6.073.

FICHA TÉCNICA – Yamaha YBR 125 E

MOTOR Quatro tempos, um cilindro, SOHC, refrigeração a ar, 2 válvulas, 124 cm³
POTÊNCIA12,5 cv a 7.500 rpm
TORQUE1,19 kgm a 6.500 rpm
ALIMENTAÇÃO Carburador VM 20
CÂMBIO Cinco velocidades
TRANSMISSÃO FINAL Corrente
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira e traseira em aro 18”
PNEUS Dianteiro 2,75 - 18 42P; traseiro 90/90 - 18 57P
CHASSI Quadro tipo diamante, com comprimento de 1.980 mm, largura de 745 mm, altura de 1.050 mm, altura do assento de 780 mm, entreeixos de 1.290 mm, altura mínima do solo de 160 mm e peso a seco de 107 kg
TANQUE13 l (1,7 l de reserva)
SUSPENSÃO Dianteira com garfo telescópico, mola e óleo - 120 mm de curso; traseira com balança com duplo amortecedor e mola – 105 mm de curso
FREIOSDianteiro com tambor de 130 mm de diâmetro e acionamento a cabo; traseiro com tambor de 130 mm de diâmetro interno e acionamento a cabo
CORES Verde, prata, preta e vermelha
PREÇO R$ 6.073


Quer uma moto na faixa de R$ 6.000?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas de cada marca para essa faixa de preço:

Honda

Kasinski

Sundown

Suzuki

Yamaha


Leia também:

Bimota Tesi 3D, uma moto-conceito para venda

Ducati 749 Dark

Ducati Superbike 1098

Showbike – Iceman Bike, a moto de Kimi Raikkonen

Kawasaki ZX-6R

_______________________________Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!

_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para um(a) amigo(a)
in Compartilhar 0
©1995-2014 WebMotors S.A. Todos os direitos reservados.