Revista

RSS
Busca:

Motos

28-09-07 | Texto: Arthur Caldeira/ Agência INFOMOTO | Foto: Mario Villaescusa/ Agência INFOMOTOVoltar

Suzuki GSX-R 750: sozinha na multidão

Com 750 cm³, reúne qualidades dos modelos de 600 e de 1000 cm³

(28-09-2007) - Entre os modelos esportivos de média cilindrada, como a Honda CBR 600RR e a Triumph Daytona 675, e as enormes máquinas de 1.000 cm³ de cilindrada, como a Yamaha YZF R1 e Honda CBR 1000RR, a Suzuki GSX-R 750 aparece como a única representante superesportiva com a mítica capacidade cúbica de 750 cm³.

A grande qualidade dessa Suzuki “sete-galo” é reunir o melhor desses dois mundos: a maneabilidade das supersport de 600 cm³ e o torque desde as baixas rotações das superbikes de 1 litro. Sem carregar consigo os contras de cada uma dessas categorias: ou seja, a “falta” de força que alguns motociclistas sentem nas 600 cm³, obrigando a constantes reduções de marchas, e nem o excesso de potência e o peso maior das 1.000 cm³. A GSX-R 750 traz um motor que se equivale a um de maior capacidade cúbica montado em um chassi similar ao de uma moto menor.

Seu motor de quatro cilindros em linha é totalmente novo nessa versão. Ficou menor, mais compacto e ainda mais potente. Recheado de tecnologia de ponta, como duas borboletas no corpo injetor, dois bicos injetores e válvula que controla a saída de gases, o quatro em linha com comando duplo no cabeçote e refrigeração líquida produz potência de 150 cv a 13.200 rpm.

O torque também impressiona, são 8,8 kgfm a 11.200 rpm, porém a válvula SET (Suzuki Exhaust Tuning) atua de forma a otimizar o torque em baixas rotações. O resultado é um comportamento “nem sei qual marcha está engatada” similar ao do motor das 1.000 cm³, suficiente para retomar velocidade rapidamente sem as reduções de marcha e as rotações excessivas das 600 cm³.

Ciclística
Na parte ciclística, as qualidades das superesportivas menores aparecem. Aproveitando o motor mais compacto, a última versão da GSX-R750 tem um quadro menor e mais leve, mas com balança mais longa, garantindo um conjunto que permite tanto “atacar” curvas fechadas quanto manter a estabilidade nas curvas abertas de alta velocidade.

Feito em liga leve, o quadro de dupla trave superior oferece rigidez e faz dessa Suzuki uma moto obediente, ou seja, faz exatamente o que o piloto manda. Em contrapartida, transmite ao motociclista uma sensação de controle, transmitindo o que a moto está fazendo. Há perfeito “feedback” da estabilidade da moto ao acelerar demais nas saídas de curva ou exagerar na velocidade ao entrar nelas.

Essa excelente maneabilidade deve-se também ao baixo peso (163 kg a seco) e às suspensões: garfos telescópicos invertidos na dianteira e balança traseira monoamortecida, ambas totalmente ajustáveis. Vale ressaltar o sistema de escape no centro da moto, contribuindo para a centralização de massas e o equilíbrio do conjunto. Esses fatores, somados a pedaleiras ajustáveis e à excelente posição de pilotagem, fazem dessa 750 quase uma verdadeira moto de pista.

Os freios merecem destaque. São dois discos flutuantes de 310 mm na dianteira, mordidos por pinças de fixação radial de quatro pistões opostos, e um disco simples de 220 mm com pinça de dois pistões, atrás. Não têm a “mordida” inicial tão agressiva como em outras motos dessa categoria, mas transmitem confiança e controle.

Design
Merece destaque o moderno desenho dessa última geração da Suzuki GSX-R 750. O já citado escape no centro da moto, além dos benefícios práticos, a diferencia da mesmice do escape sob o banco – utilizado na linha Honda CBR e na Yamaha YZF.

Seu conjunto óptico único, setas instaladas no espelho retrovisor e o desenho da rabeta com setas integradas diferenciam essa superesportiva Suzuki das outras motos do segmento. Outro ponto no qual função e forma estão equilibradas é a proteção aerodinâmica oferecida pela bolha frontal.

O cockpit do piloto ainda traz um completo painel. Além do conta-giros de leitura analógica e do velocímetro digital, traz um útil indicador de marcha engatada, outra luz para indicar a hora de trocar de marcha (shift-light) programável e outras luzes de advertência.

Preço
Com preço de tabela de R$ 66.900,00, a Suzuki GSX-R 750 custa mais até mesmo que as 1.000 cm³ – a Yamaha YZF R1 sai por R$ 65.225,00 e a Honda CBR 1000RR, R$ 62.752,00. Porém, as concessionárias Suzuki estão com um bônus de cerca de R$ 12.000,00 para quem adquirir a GSX-R 750 (ano/modelo 2007) à vista. Nas concessionárias Suzuki de São Paulo, com esse desconto o preço final fica em R$ 54.872,00, mas por tempo limitado, alertam os vendedores.

FICHA TÉCNICA – Suzuki GSX-R750
















MOTORQuatro cilindros em linha, 16 válvulas, quatro tempos, DOHC, refrigerado a líquido, 749 cm³
POTÊNCIA150 cv a 13.200 rpm
TORQUE8,8 kgfm a 11.200 rpm
ALIMENTAÇÃO Injeção eletrônica
CÂMBIO 6 marchas
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira e traseira de aro 17 pol
PNEUS Dianteiro 120/70 R17; traseiro 160/60 R17
CHASSI Dupla trave superior, com comprimento de 2.040 mm; largura de 715 mm; altura do assento de 810 mm; peso a seco de 163 kg
TANQUE16,5 L
SUSPENSÃODianteira com garfo telescópico invertido; traseira por balança monoamortecida ajustável
FREIOSDianteiro com disco de 310 mm; traseiro com disco de 220 mm de diâmetro
CORES Azul, preta, cinza e azul escuro
PREÇO R$ 66.900,00


Teste realizado na pista da Pirelli, em Sumaré (SP).
Para esta avaliação, INFOMOTO usou macacão Shift e botas Diadora.


Esportivas nessa faixa de cilindrada é o que procura? Encontre a sua:

Yamaha YZF-R6

Honda CBR 600RR

Kawasaki Ninja ZX 6R

Suzuki GSX-R 750

Leia também:
Yamaha Lander x Honda Tornado

BMW G 650 Xmoto

Sundown Future 125

BMW G 650 XChallenge

Honda XL1000V Varadero

_______________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!

_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para um(a) amigo(a)

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

©1995-2014 WebMotors S.A. Todos os direitos reservados.