Revista

RSS
Busca:

Motos

11-05-09 | Texto: Bruno Parisi/InfoMoto | Foto: DivulgaçãoVoltar

Showbike Ransom Serpent

Modelo Serpent da americana Ransom foge do habitual motor V2 e tem produção limitada a três exemplares ao ano

(11-05-08) - Exclusiva, única e cara. Assim podemos definir a Ransom Serpent, um novo conceito, diferente de tudo já visto no mundo da customização. Exclusiva, pois se diferencia de outras motos customizadas por não utilizar o tradicional motor V2 americano. Única, já que é feita artesanalmente nos Estados Unidos e a sua produção é limitada a três unidades por ano. E cara: o preço inicial dessa serpente começa em US$ 80 mil. Wayne Ransom, proprietário da Ransom Motorsports, sua proposta é fabricar motocicletas exóticas, rápidas, leves e únicas. Tanto que, na visão de Wayne, a Serpent não é uma moto customizada, mas sim um modelo conceito.

A solução para fugir do “padrão” V2 foi simples: adotar o motor de quatro cilindros em linha de uma superesportiva. No caso da Serpent, a potente unidade motriz da Suzuki GSX-R 1000 com quase 200 cv!

Além do ineditismo no motor, a moto é para poucos, que puderem pagar por ela. O preço começa em US$ 80 mil, cerca de R$ 180.000. A preocupação do fabricante na exclusividade é tanta que somente dois ou três modelos serão fabricados por ano e cada uma terá um design exclusivo. A justificativa está no uso de materiais como aço e titânio na montagem artesanal da moto. Sem falar que o chassi é fabricado pela própria Ransom de acordo com as dimensões do piloto. Tudo para oferecer a posição de pilotagem ideal ao felizardo proprietário.

Exclusividade nos detalhes

Essa showbike americana impressiona pelos detalhes. O motor fica parcialmente exposto, o enorme radiador e o quadro em treliça escondem o restante da usina de força da Serpent. Curioso é a roupagem da moto, que “termina” logo depois do banco do piloto.

O design diferenciado não para por aqui. Na traseira, um dos destaques está próximo a roda. A coroa da transmissão final e o disco de freio são a mesma peça. Solução inovadora e com um resultado estético muito bom.

Chama a atenção também o enorme pneu de 300 mm de largura montado em uma bela roda traseira de 18 polegadas. Completando o conjunto uma balança traseira monobraço, que é quase uma obra de arte da customização, demonstrando o esmero e a ousadia desse ateliê de Nova Jersey.

As belas rodas de liga leve são pintadas de preto com acabamento imitando rebites industriais nas bordas. Todos os aparatos na moto resultam em 188 quilos de peso a seco.

Serpente arisca

O quadro em treliça feito sob medida foi projetado para suportar a potência desse motor de quatro cilindros em linha que, na moto de série, oferece mais de 170 cv de potência máxima. Apesar de não revelar os números de desempenho, a Ransom certamente “fuçou” no propulsor para deixar essa Serpent ainda mais arisca. A parte ciclística é completada por um garfo telescópico convencional na dianteira e o monobraço traseiro, que traz um único conjunto mola amortecedor posicionado horizontalmente.

Para lembrar o piloto que esta é uma showbike rápida e potente, a Ransom conserva o painel da Suzuki GSX-R sob o tanque. Com a faixa vermelha do conta-giros iniciando-se nas 14.000 rpm fica a curiosidade para saber quem, além de ter uma recheada conta bancária, vai ter culhão para acelerar essa serpente até o limite.

Gosta de motos naked?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Honda CB 600F Hornet

Suzuki Bandit 650 S

Leia também:

KTM RC8 virá ao Brasil no segundo semestre

MV Agusta Brutale 910R será vendida no Brasil

BMW F 800 GS, a alemã com cara de aventura

Moto Guzzi Stelvio, a big-trail da marca italiana

Vectrix mostra em Milão a Electric Superbike

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

©1995-2014 WebMotors S.A. Todos os direitos reservados.