Revista

RSS
Busca:

Nova Leoncino é "rugido" da Benelli para o segmento retrô

Modelo mescla estilo clássico ao motor bicilíndrico de 500cc e 48 cavalos

Texto: Agência INFOMOTO | Foto: Divulgação 22/01/2016
 
Voltar

Há cerca de dois anos, a onda retrô chegou com tudo ao mercado Europeu. Ducati, Triumph e Yamaha apresentaram modelos que fazem uma releitura dos clássicos de décadas do século passado. Agora alguns os fabricantes resolveram encolher a capacidade cúbica das motos, baixar preços e, consequentemente, ampliar suas vendas. A sino-italiana Benelli entra neste segmento com a Leoncino, uma versão atualizada de um antigo modelo da marca dos anos de 1950, porém com formas mais arredondadas e um novo motor bicilíndrico de apenas 500cc.

A Leoncino que, em italiano significa leãozinho, foi desenhada no Centro de Estilo da marca - que fica na região Marche, que é banhada pelo Mar Adriático -, e tinha como missão apresentar formas harmoniosas e que incentivasse o motociclista a viver novas experiências em duas rodas.

Em um primeiro passar de olhos, o que chama a atenção é a figura de um “leãozinho” fixado no pequeno paralama dianteiro. O animal é o símbolo de Pesaro, cidade natal da Benelli, marca que hoje é controlada pelo grupo chinês Qian Jiang. O passeio pela modernidade continua pelo farol redondo, lanterna e piscas que usam LED. Já o tanque de combustível – de 15 litros – em conjunto com o assento forma praticamente uma peça única, que dão certa personalidade e fluidez ao desenho da Leoncino.

Canela da suspensão, chassi, motor, balança e os aros são pintados de preto. A parte ciclística é toda ancorada por um quadro de treliça, fabricado em aço, que abriga o novo propulsor. O modelo mede 2.100 mm de comprimento e pesa 170 quilos (a seco).

Motor e ciclística

Este novo projeto da marca italiana ganhou um motor de média cilindrada com arrefecimento líquido. O propulsor de dois cilindros tem 499,6 cm³ de capacidade e gera 47,6 cv de potência máxima (a 8500 rpm) e 4,6 kgf.m de torque máximo (a 4.500 rpm). Para respostas mais rápidas e vigorosas o motor de duplo comando no cabeçote, quatro válvulas por cilindro, é alimentado por injeção eletrônica de combustível. A transmissão conta com câmbio de seis velocidades. 

Já na parte ciclística, o conjunto dianteiro é formado por suspensão invertida (upside-down) com 50 milímetros de diâmetro e 135 mm de curso, e freio dianteiro de duplo disco de 320 mm de diâmetro mordidos por pinça radial de quatro pistões. Na traseira, disco simples de 260 mm de diâmetro e cáliper de dois pistões. A suspensão é monoamortecida, como nas motos trail, e oferece 145 mm de curso. O sistema de freios ABS é de série e o conjunto de amortecimento conta com múltiplos ajustes. 

Para completar o conjunto, a Leoncino 500 usa aros de alumínio, 19 polegadas na dianteira e 17 polegadas na traseira, calçados com pneus de uso misto: 110/80 ZR19 (D) e 150/70 ZR17 (T). Segundo o fabricante, este tipo de pneu de uso misto garante estabilidade e esportividade em qualquer condição de uso ou terreno. 

Enfim, a nova Leoncino chegará ao mercado em um momento muito especial, no aniversário dos 115 anos da marca. Assim, a Benelli aposta em um produto que atenda aos desejos dos novos consumidores e, ao mesmo tempo, tem a missão de rejuvenescer a marca e se transformar em um sucesso de vendas nesta segunda fase da onda retrô, que busca originalidade e motores com menor e potência, porém transmitindo boas emoções.

  1. Home
  2. Revista
  3. Motos
  4. Nova Leoncino é "rugido" da Benelli para o segmento ret...
Busque por marcas e modelos mais populares, e mais:
Marcas mais populares Modelos mais populares Cidades mais buscadas Sites