Revista

RSS
Busca:

Indian faz concurso de customização da Scout
entre concessionários

Com 35 equipes participando pelo mundo, 3 foram os vencedores; veja as criações

Texto: Agência INFOMOTO | Foto: Divulgação 24/03/2016
 
Voltar

Uma moto fácil de ser customizada e totalmente adaptável ao gosto estético de seu proprietário. Este foi o conceito adotado no “Projeto Scout: Construa uma lenda”. Neste concurso, promovido pela Indian Motorcycle, participaram concessionários e distribuidores da marca espalhados ao redor do planeta - infelizmente, as revendas do Brasil ficaram fora da disputa, já que começaram suas atividades dias após o término das inscrições. 
No total, o “Projeto Scout: Construa uma lenda” reuniu 35 equipes.

As regras para a transformação da moto eram simples: o modelo base foi a Scout 2016 e, nela, teriam de ser instalados ao menos três acessórios originais, de um catálogo com mais de 200 itens. O diferencial não ficou pelo investimento em dinheiro, muito menos o estilo escolhido para as modificações, mas sim a criatividade empregada em cada projeto, que contou com uma pré-seleção feita por internautas.

Na grande final, o júri foi composto por cinco personalidades: o design Roland Sands, o jornalista especializado Cyril Huze, o veterano das forças armadas Sean Carroll, Jason Paul Michaels e sua esposa Leticia Cline, da Standart Motorcycle Company (empresa de projetos especiais e restauração de motos). Os vencedores foram: a “Boardtracker”, como a principal vencedora (categoria Top Winner); a “Fusion” foi a favorita entre os fãs da marca (Fan Favorite); e a “Ol 71” foi a escolhida pelos cusotmizadores (Builders Choice Award).

Os três projetos foram exibidos no tradicional encontro Daytona Bike Week, que aconteceu na Flórida (EUA), em março. Confira as principais características da campeã de cada categoria:

Categoria: Top Winner
Moto: “Boardtracker”


É uma homenagem a lendária motocicleta norte-americana que costumava correr nas pistas de terra. Pneus brancos montados em rodas de 26 polegadas dão certo ar retrô a esta releitura da Scout customizada pela concessionária Motos Illimitees, de Terrebonne, Quebec, no Canadá. Outro detalhe que chama a atenção é que a maioria das peças foi pintada em vermelho: aros, tubos das bengalas, tanque, quadro, balança e mola dos amortecedores. Além do guidão apontado para baixo. Como toque especial, uma placa de madeira que emoldura os faróis. É uma homenagem aos 150 anos da destilaria Jack Daniels e aos 115º aniversário da própria Indian.

Categoria: Fan Favorite
Moto: “Fusion”


O melhor de ontem e o de hoje. Está foi a ideia da equipe da revenda Indian Motorcycle Charlotte, da cidade de Lowell, na Carolina do Norte (EUA). O objetivo foi atrair um público novo, jovem e que aprecia o desempenho de 100 cavalos de potência da nova Scout. Resumindo, uma moto no melhor estilo retrô, com paralamas bicolores e escapamento rabo-de-peixe, além do banco com molas, que nos remete aos modelos “rabo duro”, nos quais não havia amortecedores traseiros. Tudo isso levando em conta o bom rendimento do V2 com refrigeração líquida.

Categoria: Builders Choice Award
Moto: “Ol 71”


A Ol 71 é uma homenagem ao piloto de motocross Bobby Hill, campeão nacional do AMA. Nesta customização feita pela revenda Heritage Indian Motorcycle, de Rogers, Arkansas (EUA), a Scout ganhou novos paralamas, banco com molas, cujo acabamento ganhou couro envelhecido; filtro de ar retrô, tanque com o tradicional logotipo aplicado na parte laranja, além de alguns detalhes em dourado. Outros itens chamam a atenção, quadro vermelho, os pneus de uso misto e o number plate (71), uma referência ao campeão nacional Bobby Hill, que obteve várias vitórias a bordo de uma Indian entre os anos de 1940 e 1950. Aliás, o veterano piloto fez questão de autografar o tanque de combustível dessa “reconstruída” Scout.

Com preço a partir de R$ 54.990, a moto faz uma interpretação moderna da clássica Scout, sucesso nos anos de 1940, com destaque para o motor, o primeiro com arrefecimento líquido da história da marca. O chassi, construído em alumínio, é do tipo "triângulo rígido" (Rigid Triangle, marca registrada da Indian).
O motor de dois cilindros, V-Twin, de 1.133 cc, tem oito válvulas e duplo comando de válvula (DOHC). O propulsor oferece 100 cavalos (a 8.100 rpm) e 9,98 kgf.m de torque (a 5.900 giros). O conjunto conta com injeção eletrônica, câmbio de seis marchas e acelerador eletrônico "ride-by-wire".

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

  1. Home
  2. Revista
  3. Motos
  4. Indian faz concurso de customização da Scout
Busque por marcas e modelos mais populares, e mais:
Marcas mais populares Modelos mais populares Cidades mais buscadas Sites