Revista

RSS
Busca:

Lançamentos

27-10-11 | Texto: Rodrigo Samy | Foto: Mario VillaescusaVoltar

JAC J6 Diamond é uma das mais acessível para quem busca 7 lugares

Argumentos como os seis anos de garantia e o preço menor são fortes na hora da decisão

(27-10-11) – A onda de veículos com a opção do sétimo lugar voltou à tona no mercado nacional. Hoje, se o consumidor estiver atrás desta conveniência ele encontrará diversas alternativas na prateleira das minivans ou na dos multiusos. As principais opções do mercado são: Nissan Livina, Fiat Doblò, Chevrolet Zafira e o JAC J6. De acordo com o ranking da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), os mais vendidos dos que oferecem a opção adicional de lugar em sua gama são: Nissan Grand Livina (12 mil), Fiat Doblò (10 mil), Chevrolet Zafira (5,8 mil) e o J6 (1,4 mil).

Os valores sugeridos para os fiéis escudeiros dos sete lugares são: Chevrolet Zafira 2,0L Flex (R$ 61 mil), JAC J6 2,0L (R$ 59,90 mil), Doblò 1.8 Flex (R$ 55 mil) e Grand Livina 1,8L Flex SL (R$ 54 mil).

Quem puxou a fila do segmento das minivans de sete lugares foi o J6. Apesar de os outros já terem a tal opção a um bom tempo, foi a marca chinesa que potencializou, com propagandas, a opção de levar mais pessoas da sua família para dentro de um carro. Para ver se a novidade do oriente realmente tem força para combater os modelos das marcas mais tradicionais, o WebMotors resolveu avaliar por uma semana o J6 Diamond. Mesmo sendo o mais novato da turma dos dos sete lugares, o J6 traz na bagagem a larga experiência do seu representante no Brasil, Sérgio Habib, atrelada à audácia chinesa. Os grandes trunfos do chinês diante da concorrência estão na garantia de seis anos, sem limite de quilometragem, e nos equipamentos de série. Como principais itens, por exemplo, estão: ar-condicionado digital, direção hidráulica, ABS com EBD, airbag duplo, faróis de neblina, sensor de estacionamento, chave keyless, retrovisor interno eletrocrômico, trio elétrico, banco do motorista com regulagem em altura, rádio com CD/USB com comandos no volante. Os únicos opcionais do J6 são: rodas de 17 polegadas por R$ 1.600, bancos de couro por R$ 1.800 e a pintura metálica, por R$ 1.190.

Com algumas peças semelhantes as do J3, o J6 apresenta uma construção mais madura que o modelo de entrada. Outro diferencial do J6 diante do seu irmão menor está na sua posição de dirigir, mais elevada e consequentemente com uma melhor visibilidade. Mas este detalhe é bem exemplificado nas lojas da marca, onde o J3 se posiciona mesmo como um modelo de entrada.

Voltando ao segmento de atuação do J6, o modelo se sobressai diante dos concorrentes citados por causa dos seus equipamentos. Outro detalhe interessante é que o J6 movimentou o mercado, fazendo com que as marca tradicionais aderissem ao banco sobressalente. A GM, por exemplo, coloca no catálogo de itens de série a seguinte frase: “Terceira fila de bancos com dois bancos individuais rebatíveis ao mesmo nível do assoalho (‘embutíveis’ - não precisam ser retirados do veículo) e apoios sólidos para cabeça com regulagem de altura”. A indireta foi dada diretamente para o modelo da JAC, pois para você utilizar o porta-malas por inteiro é necessário que os bancos sobressalentes sejam retirados.

Já a Fiat oferece o banco extra para o Doblò por um valor sugerido de R$ 1,48 mil, para o modelo de entrada, e de R$ 927 para o modelo com motor 1,8L. No caso dos modelos da Nissan a diferença é maior, chega a quase R$ 10 mil o degrau de uma Livina comum para uma Grand Livina.

Com todos os bancos montados, o J6 só tem capacidade para armazenar 190 litros. Sem os bancos extras, o J6 pode levar até 720 litros de bagagem. Com todos os bancos rebatidos o volume do chinês fica equiparado ao de um furgão, 2.200 litros. A Grand Livina com todos os bancos montados oferece uma capacidade de 123 litros. Com a terceira fileira rebatida o japonês marca 589 litros (607 litros contando compartimento sob assoalho). Com todos os bancos rebatidos o Livina leva 964 litros.

A Fiat não divulga o volume com os bancos opcionais do Doblò, mas sem os bancos o multiuso da marca italiana leve 665 litros, sendo 2.915 litros com a 2ª fileira rebatida. O Chevrolet Zafira tem capacidade para levar 150 litros, sem a terceira fila o monovolume consegue carregar 600 litros. Com todos os bancos abaixados o volume máximo chega a 1.700 litros.

O motor do J6 é um dos mais potentes deste minicomparativo. O 2,0L de 16V usa comando variável de válvulas e oferece 136 cv a 5.500 rpm. O torque fica em 19,1 kgfm a 4.000 rpm. Todos os modelos que enfrentam o J6 são mais fracos quando usam gasolina: O Nissan Gran Livina usa um modelo 1,8L de 126 cv, o Doblò utiliza um 1,8L de 132 cv (ou 1,4L de 86 cv) e o Zafira um 2,0L de 133 cv. O modelo da General Motors só se sobressai quando está abastecido com etanol, registrando 140 cv de potência máxima.

Apesar de ter o motor mais “palpitante”, o JAC também vence quando o assunto é o seu peso em ordem de marcha, 1.500 kg contra 1.293 kg do Grand Livina, 1.330 kg do Doblò e 1.380 kg do Zafira.

Um detalhe que também pode interferir na decisão de compra do consumidor é a ausência do sistema flexível de combustível. Durante a avaliação do WebMotors o J6 fez 8,7 km/l de gasolina em um circuito totalmente urbano. Todos os dias da medição o sol estava de “rachar”, estando o ar-condicionado ligado sempre. Por não ter um display digital, o sistema de refrigeração do chinês não pode ser facilmente controlado. Porém a força de operação do ar-condicionado é impressionante. Em todas as situações a cabine foi gelada em poucos instantes. Como nem tudo é perfeito, ruído do funcionamento é um pouco excessivo e difusores estão posicionados em posições não muito agradáveis.

Quanto vale o show?

A JAC apostava que daria para nivelar por baixo o valor do J6. Mas a área de atuação da minivan é bem diferente da do J3. O consumidor que se dispõe a pagar R$ 60 mil por um carro é bem mais exigente daquele que busca o seu primeiro automóvel. Ponto positivo para o espaço interno e um ponto negativo para o torque, que sofre por causa do peso elevado do carro. Falta força nas áreas mais íngremes, apesar de a potência ser boa. Outro detalhe que incomoda é o de ter de retirar os bancos para ocupar o porta-malas, tal detalhe pode ficar pior ainda se você mora em um apartamento e não tem espaço para guardar os bancos.

O valor médio do seguro para um morador do centro de São Paulo, casado, é de R$ 1.585 ao ano. A franquia aplicada para a minivan na cotação ficou em torno de R$ 2,5 mil. Se comparado com seus principais concorrentes o valor está dentro da média. A ferramenta utilizada para cotar o seguro do JAC J6 foi o simulador WebMotors, um sistema elaborado em parceria com a Santander Corretora de Seguros. Para você utilizá-la, acesse: www.webmotors.com.br/seguroauto

A garantia de seis anos pesa positivamente, assim como as dimensões e capacidades do carro. O contraponto fica pela falta do sistema flexível, pelo consumo e pela baixa procura na revenda. Para facilitar a sua vida, fizemos uma tabela comparativa. Escolha o seu veículo familiar e boa sorte!

ModeloJAC J6Grand LivinaZafiraDoblò
Porta-malas190/720123/589150/600750
Peso/Potência11 kg/cv10,26 kg/cv10,37 kg/cv10 kg/cv
Torque19,1 kgfm17,5 kgfm18,9 kgfm17,8 kgfm
Preço (entrada)R$ 59,90 milR$ 54 milR$ 61 milR$ 55 mil


Ficha técnica – JAC J6

Motor: Dianteiro, transversal, 1.997 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando variável de válvulas. Injeção multiponto sequencial e acelerador eletrônico.
Transmissão: Câmbio manual com cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira.
Potência máxima: 136 cv a 5.500 rpm
Torque máximo: 19,1 kgfm a 4 mil rpm.
Diâmetro e curso: 85 mm X 88 mm. Taxa de compressão: 10:1.
Suspensão: Dianteira do tipo McPherson, com molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira com braços duplo e molas helicoidais.
Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. ABS.
Pneus: 205/55 16 em rodas de liga leve.
Carroceria: Minivan em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,55 metros de comprimento, 1,77 m de largura, 1,66 m de altura e 2,71 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais.
Peso: 1.500 kg em ordem de marcha.
Capacidade do porta-malas: 720 litros ou 2.200 com os bancos traseiros rebatidos.
Tanque de combustível: 68 litros.
Produção: Hefei, China.
Lançamento no Brasil: 2011.



Quer um carro familiar?

Então veja as ofertas do segmento da moda no WebMotors:

Chevrolet Zafira

Citroën Xsara Picasso

Renault Scénic

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

©1995-2014 WebMotors S.A. Todos os direitos reservados.