Revista

RSS
Busca:

Mercedes-Benz lança SUVs GLC e GLE Coupé

Sucessor do GLK e rival do BMW X6 já estão disponíveis nas concessionárias da marca

Texto: Lukas Kenji | Foto: Divulgação 02/02/2016
 
Voltar

Os utilitários GLC e GLE Coupé foram encarregados de inaugurar a temporada 2016 de lançamentos da Mercedes-Benz no ano em que os SUVs serão apostas da marca para conquistar a liderança do segmento premium.

Ambos os veículos já podem ser encontrados nas concessionárias. O GLC sai por R$ 222.900 na versão 250 e, vale R$ 264.900, na configuração 250 Sport. Já o GLE Coupé está tabelado em R$ 415.900 na opção 400 e, R$ 425.900, no pacote Night.

CLASSE C EM FORMA DE SUV

Menor, o GLC é o sucessor do GLK e é uma espécie de variante SUV do Classe C. Aliás, ele é equipado com o mesmo motor 2.0 de 211 cv e 35,7 kgf.m de torque máximo do sedã. A diferença é que o jipinho tem transmissão automática de 9 velocidades, que está disponível em toda a gama de SUVs da Mercedes.

Segundo a fabricante, o modelo está 19% mais eficiente em relação a consumo, além de 80 quilos mais leve, com 1.735 kg no total. Já em relação ao desenho, dá para dizer que é uma adaptação das linhas empregadas no Classe C para um SUV. Isso vale também para o interior do veículo e para a dirigibilidade.

Aliás, a não ser pela posição mais alta que pode não agradar a alguns condutores, o GLC tem um guiar mais solto graças ao novo câmbio gerenciável por aletas permissíveis. Isto é, você pode reduzir as marchas até a terceira escalonagem caso julgue necessário para fazer ultrapassagens ou retomadas. A distância 0 a 100 km/h, por exemplo, é cumprida em 7,3 segundos.

São itens de série ar-condicionado de duas zonas, sistema start-stop, câmera de ré, controle de cruzeiro, sensor de chuva, luzes diurnas de LED, rodas de 18 polegadas, airbags frontais, laterais e de joelho e suspensão integral. Já no pacote Sport são adicionados assistente de estacionamento, teto solar panorâmico, kit visual AMG, faróis de LED, rodas de aro 19” e touch pad para gerenciamento da central multimídia.

AVANÇO. SÓ QUE NÃO

Aliás, o sistema de entretenimento é um caso à parte. Ele vai suportar o sistema de espelhamento de smartphones e tablets da Apple pela tecnologia Car Play a partir de março em toda a linha da Mercedes. No entanto, a fabricante ainda não definiu se os clientes que adquirirem os modelos anteriormente receberão uma atualização com a tecnologia.

Outra mancada da marca é ainda não definir uma data para a chegada da tecnologia Mirror Link, que pode espelhar sistemas operacionais de outras marcas. A certeza é de que o Android Auto não será oferecido.

Outra certeza negativa é que a central continua com o incômodo português com sotaque e dialetos de Portugal, além de continuar pouco intuitiva. Soma-se a isso o GPS que avisa os comandos muito em cima da hora.

DISPARIDADES

O problema é que a falta de intuitividade do sistema não combina com a quantidade de botões disponíveis no console. E olha que o GLC é mais sucinto que o GLE Coupé, que até um antiquado teclado tem.

É uma pena porque o restante da experiência interior de ambos os modelos é moderna e confortável. O GLE Coupé tem até bancos esportivos com ajustes elétricos. Há ainda mistura de materiais de alta qualidade, como aço escovado e black piano.

Mas se a parte interna agrada ao visual quase que de maneira unânime, a parte externa do SUV grandalhão causa polêmica. Uns acreditam que a plástica é ousada e pra frentex, enquanto outros acreditam que o carro não passa de uma cópia chinesa do BMW X6.

Bom, o fato é que nem a Mercedes-Benz nega que o modelo bávaro foi o ponto de partida para sua criação que gera tanto bafafá. Para isso, a marca escalou para o Brasil a versão 400 equipada com motor 3.0 V6 biturbo de 333 cv e 48,9 kgf.m de torque máximo entregue já aos 1.600 rpm. Em conjunto com o câmbio automático de 9 marchas, o propulsor empurra o trambolho de 2.180 kg da inércia aos 100 km/h em 5,9 segundos.

O trem-de-força é tão bem ajustado que o peso-pesado chega a parecer um peso-pena na estrada. Basta pisar no pedal direito para o veículo de 4,90 metros de comprimento responder imediatamente com bastante disposição.

COMPORTAMENTO MODULAR

Mas é possível dosar bem o comportamento do grandalhão por meio dos cinco modos de condução do crossover, que também estão disponíveis do GLC. O modo Comfot tem o ajuste padrão, focado em uma viagem linear e sem emoção. Mas ao selecionar o modo Sport, o giro do motor desce rapidamente uma escala de 1.000 rpm e direção e suspensão ficam mais duras. Os componentes ficam ainda mais intensos no modo Sport+.  

Há ainda a opção Individual, que permite ajustar o sistema como quiser ou o Slippery, para dirigir em terrenos escorregadios.

Além do seletor de condução, outro ponto alto do GLE Coupé é a suspensão. Ela segura o carro tranquilamente em curvas de alta e você pode até esquecer que está a bordo de um veículo de 1,73 metros de altura. Ótimo trabalho da tração integral 4MATIC, que vem de série.

Também são equipamentos padrão da versão 400 estofamento em couro Nappa, amortecedores adaptativos, park assit, câmera de ré, teto solar panorâmico, airbags frontais, laterais e de cortina, controle de tração e estabilidade, ar-condicionado de três zonas, rodas de 21 polegadas, DVD Player e sistema de som Harman Kardon.

Já o pacote Night é apenas visual e tem molduras externas na cor preto brilhante, além de rodas de aro 21 com desenho exclusivo.

FAMÍLIA GLE

A Mercedes-Benz já vende o GLE com carroceria mais quadrada de SUV mesmo. Ela é oferecida somente na versão 350d, com motor 3.0 a diesel. Ele rende 258 cv e 63,2 kgf.m de torque máximo. Ele seria uma espécie de SUV do Classe E e disputa mercado com Audi Q7 e Porsche Cayenne.

Já o poderoso Mercedes-AMG GLE 63 chega às lojas em março por R$ 601.900. O poderoso SUV que briga com Range Rover Sport e BMW X6M carrega propulsor 5.5 V8 biturbo de 562 cv e pode chegar aos 100 km/h em incríveis 4,3 segundos.

O mesmo conjunto mecânico vale para a versão AMG do GLE Coupé. Ele chega às revendas ainda em fevereiro, mas não teve o preço cravado. No entanto, a Mercedes estipula que o modelo tenha valor aproximado de R$ 800.000.

Lukas Kenji

Lukas Kenji
Quando deixa um pouco de lado a carreira brilhante como piloto de Gran Turismo e Fórmula 1 (no Playstation), faz cobertura diária do setor automobilístico. Muscles cars e clássicos dos anos 1990 são as máquinas prediletas.   

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

  1. Home
  2. Revista
  3. Lançamentos
  4. Mercedes-Benz lança SUVs GLC e GLE Coupé
Busque por marcas e modelos mais populares, e mais:
Marcas mais populares Modelos mais populares Cidades mais buscadas Sites