Revista

RSS
Busca:

Guia de Compras

01-08-06 | Texto: Alexandre Ule Ramos e Cláudio de Simone | Foto: DivulgaçãoVoltar

Guia de compra – Chevrolet Zafira

Veja aqui tudo o que você precisa saber para comprar um bom modelo dessa minivan

(01-08-2006) - A Zafira foi o primeiro monovolume nacional da General Motors do Brasil, lançado em abril de 2001. Baseada na mesma plataforma da linha Astra nacional, ela foi apresentada nas versões com motores 2-litros de oito válvulas e 116 cv e 2-litros 16V de 136 cv. Não havia nomenclatura das versões, que eram diferenciadas basicamente pela motorização, sendo que a mais potente também era mais luxuosa.

A versão mais simples contava com direção hidráulica, vidros, espelhos e travas com acionamento elétrico, encostos de cabeça em todos os bancos e conta-giros, entre outros itens. Já a versão top vinha com direção eletrohidráulica, sistema de abertura das portas e acionamento do alarme por telecomando, ar condicionado, trio elétrico, rodas de liga leve, faróis de neblina etc.

Ainda em fins de 2001 o modelo passou a contar com o chamado “pacote CD” para ambas as motorizações. O modelo 2002 ganhou ainda lanternas traseiras com piscas brancos e, a partir de maio de 2002, a opção da caixa automática para o motor de oito válvulas. Trata-se da transmissão AF20, que era oferecida em conjunto com o cruise control – também chamado de “piloto automático”. Nesse mesmo ano passou a ser disponibilizada a forração em couro como opcional.

A linha 2003 não trouxe mudanças significativas, mas a partir de 2004 a Zafira passa a contar com rodas de aro 16 para a versão equipada com pacote CD. Em março daquele ano surge também a motorização Flex, que curiosamente foi apresentada já como modelo 2005. Ou seja: olho vivo!!! Na hora da revenda, há uma maior preferência pelos modelos bi-combustível e a diferença de preço entre elas não é significativa.

Mas outros aspectos diferenciam a linha 2005. Um deles está na dianteira, que ganhou novo pára-choque, grade e faróis auxiliares. Outra mudança foi na nomenclatura dos modelos, que passaram a ser denominados Comfort (com “m” mesmo...), Elegance e Elite, esta a versão topo de linha.

Desde a versão básica a Zafira já contava com ar condicionado digital (também lançado para o modelo 2005), direção hidráulica e trio elétrico. Já a Elite trazia, além disso, airbags frontais e laterais, sistema de freios com ABS e válvula EBD, forração em couro, CD player com controles no volante, roda de liga leve, faróis de neblina etc. Para 2006 as mudanças na linha são mínimas, como novas cores e um novo porta-objetos na versão Elite.

A Zafira foi o primeiro modelo (e continua sendo o único) do segmento dos monovolumes médios fabricados no Brasil com sete lugares. Ela conta, desde seu lançamento, com o interessante sistema Flex7, que consiste em dois bancos adicionais localizados no assoalho do porta-malas. Quando necessário, por serem dobráveis, podem ser “armados” e utilizados, o que diminui a capacidade do porta-malas para 150 l. Mas como conta com 28 possibilidades de arranjos internos diferentes, é possível aumentar essa capacidade para até 1.700 l.

Com uma boa oferta no mercado de usados, o monovolume da GM não apresenta grandes problemas na hora de ser comercializado. É o preferido dos taxistas, que sempre levam em conta a manutenção e a robustez de um veículo. E também não é um modelo que apresenta muitos problemas crônicos, o que traz uma certa tranqüilidade para os proprietários. Os cuidados são os mesmos de sempre: manual em dia ou garantia de procedência são indispensáveis. Fuja de cores muito fortes, pois nesse modelo são mais difíceis de passar para a frente. E tenha em mente que não é um carro particularmente econômico, principalmente quando se trata da versão mais potente.

Mercado

Desde que entrou no mercado de minivans médias, a Zafira somou 13.521 unidades vendidas em apenas nove meses e fechou o ano com 34% de participação. No ano seguinte as vendas recuaram para 12.050 unidades, mas a partir daí o segmento ganhou a companhia da Meriva, modelo pequeno e que influenciou o segmento das médias. O ano de 2003 foi o pior da Zafira, que vendeu apenas 8.246 unidades com a participação caindo significativamente para 26%.

Mas a recuperação veio logo no ano seguinte, em 2004, com o lançamento da versão flex. O carro voltou a ter participação expressiva, fechando o ano com 36% do bolo, com um total de 13.275 unidades vendidas. No ano passado todo o segmento perdeu força. O total de vendas da minivan da GM ficou em 8.887 unidades, ou 30% de participação. Neste ano as vendas devem continuar no mesmo patamar. A expectativa é que a Zafira chegue a 8.500 unidades, com a mesma participação do ano passado.

A Zafira é vendida com desconto médio de 2,5%, mas, de acordo com a Molicar, a versão de entrada, a Comfort, está sendo vendida ligeiramente acima do preço oficial. Pela tabela, o carro custa R$ 62.150,00, mas é vendido por R$ 62.500,00. A versão intermediária, sem opcionais, custa oficialmente R$ 70.701,00 e é vendida com desconto de 3,8% (R$ 68 mil), o mesmo índice para a versão topo de linha, a Elite, que na tabela custa R$ 75.907,00 e, no mercado, R$ 73 mil. Os preços oficiais citados estão com frete e pintura metálica incluídos.

Segundo estudo da Agência AutoInforme, a Zafira desvaloriza cerca de 11,5% no primeiro ano de vida. Veja a tabela.

Desconto da Zafira


ModeloPreço OficialPreço de verdadeDesconto %
Zafira 2.0 Flexpower Comfort62.150,0062.500,000,5
Zafira 2.0 Flexpower Elegance70.701,0068.000,00-3,8
Zafira 2.0 Flexpower Elite75.907,0073.000,00-3,8


Depreciação da Zafira no primeiro ano de uso


ModeloDepreciação %
ZAFIRA COMFORT 2.0 8v(Flexpower) -11,36
ZAFIRA ELEGANCE 2.0 8v(Flexp.)(Aut.) -11,25
ZAFIRA ELEGANCE 2.0 8v(Flexpower) -10,98
ZAFIRA ELITE 2.0 8v(Flexp.)(Aut.) -11,80
ZAFIRA ELITE 2.0 8v(Flexpower) -11,92


Fonte: AutoInforme


Comprando uma Zafira usada

Se o conjunto motor/câmbio apresenta oscilação excessiva, ou se as marchas estão com dificuldade para serem engatadas, pode ser que o problema esteja nos coxins. Verifique, se possível num elevador, se estão em bom estado, sem rachaduras ou quebras. Da mesma forma que acontece com outros modelos da GM, o computador de bordo em alguns casos apresenta problemas de funcionamento, com emissão de informações errôneas, ou ainda defeitos no display.

Algumas unidades chegam a apresentar a desprogramação do sistema de abertura das portas e acionamento do alarme com freqüência. Com isso, ele se torna inoperante e as portas devem ser trancadas e destrancadas diretamente nas fechaduras, mas a boa notícia é que é relativamente simples reprogramar o sistema. A infiltração de água nos faróis de neblina é mais um defeito que deve ser observado nesse modelo da GM; esse problema deixa o carro com aquela cara de “velho”, já que a água e a sujeira causam danos aos refletores do farol. Quando ocorre esse problema, das duas, uma: ou se desmonta os faróis, para serem limpos e terem um “reforço” na vedação, ou se parte para a troca do componente, pura e simplesmente.

Nos modelos equipados com ar condicionado digital, pode haver problemas no ar-quente. Ou ele deixa de funcionar ou não tem precisão. É bom ficar de olho e testar o sistema, mesmo que o dia esteja quente. E boa sorte!

Gosta da Zafira?

Então veja aqui em nossos estoques o modelo mais adequado para você:

Chevrolet Zafira

Leia também:

Guia de compra - Fiat Palio Weekend

Guia de compra - Chevrolet Celta

Guia de compra - Ford Focus

Guia de compra - Fiat Stilo

Guia de compra - Parati
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

É proibida a reprodução de qualquer matérial publicado pela WebMotors S.A. entendendo-se por reprodução todas as formas possíveis de cópia e distribuição, salvo quando existir prévia autorização por escrito dos responsaveis da WebMotors.

©1995-2014 WebMotors S.A. Todos os direitos reservados.